Andy Manson (Mortágua)

CONFIRMADO no RIFF

 www.andymanson.com

Em 1967, construí meu primeiro instrumento, por necessidade.

Era um corpo em forma de lágrima com pescoço longo e escala de 30 “. Não lembro o que inspirou a escala longa, embora eu me lembre de medir cordas para ver quanto tempo eu poderia fazer. Eu acho que esperava um som mais estridente com uma corda longa.

O corpo tinha lados de contraplacado com topo e costas de carvalho e um pescoço de mogno africano com o teclado de teca. Não tradicional, apenas o que aconteceu estar deitado na garagem do meu pai.

No entanto, o filme conseguiu uma melodia e joguei tudo em Londres, Paris, Cote D’Azur e em qualquer outro lugar que eu desembarquei. Depois, houve um acidente de carro, o topo do violão esmagou.

Eu encontrei um pedaço de madeira compensada de noz em um salto, “isso parece legal!” E então, “… hmmm … parece diferente!”
Bem, quarenta e mais anos depois, ainda me pergunto, embora agora eu tentei usar os materiais tradicionais do luthier, os clássicos tons de madeira.

A maior parte da ciência no meu lúteo é a experiência e a intuição. Eu olho para o trabalho clássico, em qualquer tipo de artefato, e eu tento absorver as configurações da natureza.

Eu construí muitas guitarras, alaúdes, mandolins, dulcimers e uma variedade de instrumentos multi-necked e multi-stringed ao longo dos anos. Aprendi muito e consegui transmitir algum conhecimento. Meu irmão Hugh e mais tarde os colegas da Brook Guitars começaram sob minha orientação. Eu me sinto animado e recompensado com suas conquistas. Uma das coisas que mais gosto de ser um luthier é a vontade de compartilhar idéias com outros fabricantes. É uma comunidade muito solidária.

Em 2010, me mudei para Portugal e meu novo workshop está funcionando. Estamos realmente felizes por estar aqui. Eu sempre tive uma afinidade com o modo de vida e clima europeu!
As condições aqui são perfeitas para fazer guitarra. Sinto que o espaço e a calma trazem o melhor de mim e inspiram um bom trabalho.

Please follow and like us:
Facebook
Instagram

1 thought on “Andy Manson (Mortágua)

  1. Andy Manson says:

    Em 1967, construí meu primeiro instrumento, por necessidade.

    Era um corpo em forma de lágrima com pescoço longo e escala de 30 “. Não lembro o que inspirou a escala longa, embora eu me lembre de medir cordas para ver quanto tempo eu poderia fazer. Eu acho que esperava um som mais estridente com uma corda longa.

    O corpo tinha lados de contraplacado com topo e costas de carvalho e um pescoço de mogno africano com o teclado de teca. Não tradicional, apenas o que aconteceu estar deitado na garagem do meu pai.

    No entanto, o filme conseguiu uma melodia e joguei tudo em Londres, Paris, Cote D’Azur e em qualquer outro lugar que eu desembarquei. Depois, houve um acidente de carro, o topo do violão esmagou.

    Eu encontrei um pedaço de madeira compensada de noz em um salto, “isso parece legal!” E então, “… hmmm … parece diferente!”
    Bem, quarenta e mais anos depois, ainda me pergunto, embora agora eu tentei usar os materiais tradicionais do luthier, os clássicos tons de madeira.

    A maior parte da ciência no meu lúteo é a experiência e a intuição. Eu olho para o trabalho clássico, em qualquer tipo de artefato, e eu tento absorver as configurações da natureza.

    Eu construí muitas guitarras, alaúdes, mandolins, dulcimers e uma variedade de instrumentos multi-necked e multi-stringed ao longo dos anos. Aprendi muito e consegui transmitir algum conhecimento. Meu irmão Hugh e mais tarde os colegas da Brook Guitars começaram sob minha orientação. Eu me sinto animado e recompensado com suas conquistas. Uma das coisas que mais gosto de ser um luthier é a vontade de compartilhar idéias com outros fabricantes. É uma comunidade muito solidária.

    Em 2010, me mudei para Portugal e meu novo workshop está funcionando. Estamos realmente felizes por estar aqui. Eu sempre tive uma afinidade com o modo de vida e clima europeu!
    As condições aqui são perfeitas para fazer guitarra. Sinto que o espaço e a calma trazem o melhor de mim e inspiram um bom trabalho.

Comments are closed.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial